Voltei ao Rapid Fit and Well… desta vez em Oeiras

Depois da primeira experiência em Junho deste ano no Centro de Campo de Ourique, desta vez decidi ir chatear outra freguesia, um pouco mais fora de Lisboa, mas igualmente simpática e de qualidade… Oeiras!

O Centro de Oeiras foi o nono centro do franchising a abrir em Portugal, para quem ainda não conhece este conceito inovador sigam-nos no Facebook ou no Instagram, ou no site. Para mim é a melhor solução para quem não gosta de ginásios (eu!), é preguiçoso (eu!), detesta correr (eu!) e não tem tempo nenhum para nada (muito eu!).

Graças ao fato de electroestimulação, em 20 minutos conseguimos trabalhar simultaneamente cerca de 350 músculos, incluindo os mais profundos, permitindo em muito pouco tempo – seis vezes menos – alcançar um consumo de calorias equivalente a um exercício tradicional, e no meu caso bem preciso dado o elevado consumo de açúcares!

Já atrasada, com um trânsito intenso, e não sei quantas chamadas a cair no telefone ao minuto, corri do trabalho para casa, e depois já com o carro acelerei até lá (note-se que o meu máximo foram 40 km/h dado ao transito sempre bom de Lisboa). Atrasada quase 20 minutos (com o atraso já podia ter treinado duas vezes) e a refilar ao telefone cheguei ao centro onde o dono e o PT me esperavam com um sorriso (nota: dado que estamos ligados a uma máquina e temos um PT só para nós – oh que chatice –  chegar atrasado pode comprometer os treinos de quem vem a seguir, no meu caso tive sorte pois era a última do dia!).

Desta vez o treino foi bem mais intenso que da primeira vez, mas também com o que ando todos os dias e com o regresso ao ballet a minha inactividade em relação à primeira vez já era bem diferente. Para os mais cépticos quanto ao treino só tenho uma coisa a dizer, sábado custou andar, domingo descer as escadas era um sacrifício e hoje saí de casa no limite do tempo para fazer o meu percurso a pé até à agência porque só de pensar que tinha que andar doía a minha alma (as minhas pernas nem comento)…

… Apesar das dores (de quem raramente se mexe) foi uma experiência a repetir graças à simpatia e ao profissionalismo de quem me recebeu… Muito obrigada pela maravilhosa recepção, e pelo pedometro!

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s