livros

A Peregrinação do Rapaz sem Cor, Haruki Murakami

Graças ao meu irmão, Haruki Murakami é um dos meus escritores preferidos. Entre os três (eu, ele e a nossa mãe) temos todos os livros que o autor já publicou. A Peregrinação do Rapaz sem Cor, é mais um romance suave pautado pelas descrições poéticas e certeiras às quais o autor já nos habituou.

A narrativa fala-nos de Tsukuru Tazaki, um jovem de 36 anos que em miúdo gostava de ir às estações ver comboios. Algo que ainda hoje lhe dá um enorme prazer, ver o comboio chegar à estação. Como muitas das personagens de Murakami, este leva uma existência pacífica e solitária. Na adolescência os amigos deixaram pura e simplesmente de lhe falar, o que quase acabou com a sua vida. Agora, regressa à cidade que o viu nascer e ao mesmo tempo partir depois da sua desilusão.

Perdidos na incerteza de Tsukuru, a narrativa leva-nos passo a passo na busca do verdadeiro motivo que levou os quatro amigos a abandonarem-no. Um romance misterioso que nos marca pelo seu intimismo. É aqui que vemos refletidos temas como o amor, a amizade e a solidão dos perdidos que ainda não encontraram o seu lugar no mundo.

Apesar de ser fascinada por todas as obras de Murakami, confesso que o final de cada livro é sempre o que menos me cativa. Há algo de inesplicável na maneira como encerra a história, algo que confesso não perceber totalmente, o que me deixa um pouco frustada alguma das vezes. Já vos aconteceu alguma vez? Ou entendem sempre todos os seus finais?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s