O cair da noite

Aproveitando os últimos minutos do dia e esperando os primeiros da noite recordo-me no meu canto.

Nada mais além de mim, a cadeira, o livro e o vento que me despenteia (mais) os cabelos.

O dia terminou e com ele as preocupações, o stress, as múltiplas tarefas que ficaram para amanhã. Não quero saber, a partir de agora não penso, apenas sinto. Recusei-me a deixar-me levar pelo que ficou por fazer, amanhã é dia…

Lá fora a cidade já sossegou, nem um cão se ouve… Mas sou invadida pelos cheiros dos vários jantares a cozinhar, um a um vou percebendo o que aquece estômagos e sorrindo.

Além de mim aqui só a simplicidade do momento, o descanso da alma, o sorriso ao próximo momento que está para chegar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s