livros

Um, Dó, Li, Tá – M. J. Arlidge

Um, Dó, Li, Tá de M.J. Arlidge foi um daqueles livros que eu queria mesmo ler. Estava com as expetativas lá no cimo e não via a hora de começar.

Já tinha lido opiniões muito favoráveis sobre o livro, por isso o entusiasmo era muito. Claro que quando subimos expetativas nem sempre corre assim tão bem, foi mesmo este o caso.

Um, dó, li, tá acabou por ser uma leitura mais ou menos. Sei que é o primeiro de uma série e, confesso que, não sei se vou continuar a ler. Nada contra a forma de escrita do autor, mas não consegui criar aquela empatia com a Helen (a personagem principal).

Estamos perante um assassino que rapta ao pares e que obriga a que sejam os próprios a escolher quem morre ou vive. As descrições da forma em como o corpo humano se deteriora com o passar dos dias com ausência de comida e bebida, são fenomenais, o estômago embrulha-se ao ver o passar dos dias, dei por mim a querer gritar com as personagens. A sentir a sua agonia.

Quando me envolvo festa forma, geralmente o meu sistema nervoso não aguenta, algo não me deixa descansada. Foi este o sentimento que tive durante muito tempo.

Não consegui ganhar empatia com Helen, compreendo todo o processo de criação de personagem, e faz todo o sentido. Metódica, fria, focada, desligada de afetos e sado masoquista. Aliás arrisco-me a dizer que é o primeiro thriller em que o problema do detetive de serviço é muito mais abrangente e original que o típico problema com bebida ou drogas… Ou familiar na prisão do qual se envergonha.

Esta casca dura da detetive não ajuda em nada, de todos os que compõem a narrativa houve apenas um que me conquistou, odiei o seu desenlace.

Por me meter os nervos em franja em que ainda não sei se leio o seguinte, não é um livro de todo recomendado a pessoas impressionáveis. Isto porque as descrições de violência, nas várias formas, é forte, muito forte. Dói de tão forte que é.

Para os curiosos e aventureiros do thriller e do horror aqui fica o local onde podem encontrar o livro.

2 opiniões sobre “Um, Dó, Li, Tá – M. J. Arlidge

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s